29 de jun de 2010

elke maravilhA...

“Sou filha da guerra. Acredito na paz, mas nós não estamos prontos para ela. A gente não pode ter paz por enquanto. Não aguento as pessoas que ficam pedindo paz, paz, paz. Quando um nobre, como minha mãe, casaria com um russo f*dido? Só na guerra mesmo. Na guerra, ninguém é nada, ninguém é rico, nem nobre, nem p*rra nenhuma. A guerra nos nivela. No Brasil, o fato é que nós só excluímos, excluímos, excluímos pessoas… E não preciso ser socióloga para saber o elementar: se tenho um brinquedo e não divido com meu irmãozinho, um dia ele vai pegar o brinquedo na porrada. E é isso que nós fizemos. Nós somos bonzinhos, mas deixamos nossos irmãos na fila do INAMPS.” (Elke Maravilha)

Nenhum comentário: